Divertimento (Julio Cortázar) - Dona Plácida Livraria

Divertimento (Julio Cortázar)

R$ 30,00
. Comprar  
>> Produto usado e em bom estado de conservação.

Editora: Civilização Brasileira
Páginas: 144
Ano de lançamento: 1950

Sinopse:
Escrito no verão de 1949, "Divertimento" passou despercebido pela crítica, então fascinada pelos contos de Bestiário, primeiro livro a chamar atenção para a obra de Cortázar. No processo de redescoberta de um dos mais importantes escritores modernos, este é um livro único: traz o Cortázar quase iniciante, com a liberdade e a ousadia que o caracterizariam. A forma livre com que encarava o ofício de escrever. "Cortázar deixa soltos os poderes da ficção", elogia Saul Yurkievich, um dos melhores críticos do autor. Em "Divertimento", inédito no Brasil, o escritor sabe como pouco escolher e distorcer as palavras - a incerteza permanece. O resultado deixa o leitor desconcertado. Não é à toa que Cortázar é cultuado pelos intelectuais: ele escreve como forma de provocar reações. Um autor que acredita, antes de mais nada, na própria imaginação. A capacidade de ver a vida sem se preocupar com a realidade. Fascinado pela capacidade de transformação da língua e dono de um senso crítico apuradíssimo, Cortázar trabalha com o mínimo de elementos formais. A ideia parte de um núcleo conhecido que leva o leitor a situações inusitadas, apostando no humor, no fantástico e no imaginário. Com essa fórmula, o autor fascinou jovens de várias gerações ao longo dos anos efervescentes da contracultura. E chegou a vender, em apenas cinco meses, mais de 200 mil exemplares de apenas um de seus contos.
Veja também